Este site utiliza cookies . Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Para mais informações consulte a nossa Política de Cookies. Fechar
Menu Lateral
23
MAR

2024
Data de Fim
23/03/2024
Horário
Sábado
Duração
8.0 horas
Local de Formação
Oeiras - Taguspark
Preço
200,00€ (+ IVA)
Tipo de Formação
Formação Presencial
Informação sobre a edição do curso Termografia
Objetivos

Pretende-se dotar os formandos de competências para a utilização da tecnologia de diagnóstico por termografia como forma de decisão na intervenção.

– Conhecer as metodologias necessárias para efetuar uma análise por termografia;

– Efetuar inspeções básicas, por termografia;

– Compreender a informação recolhida no decorrer de uma inspeção de diagnóstico com recurso à termografia;

– Conhecer as potencialidades da termografia e as suas limitações.

Condições de Inscrição

Destinatários

 

Engenheiros mecânicos, civis ou eletrotécnicos.

Técnicos de manutenção, diretores de operações,

Técnicos que trabalhem na área da manutenção com noções básicas de transmissão de calor que pretendam saber mais sobre a tecnologia.

Conteúdos Programáticos

1.Termografia

2.Componente Teórica

a. .Fundamentos da ciência infravermelha

b Emissão, Transmissão e Reflexão

c. Emissividade

d. Transmissão de calor: condução, convecção, radiação

e. Boas práticas de Medição (Teórico prático) Apresentação de diversos exemplos práticos que permitem melhor compreender os conteúdos transmitidos.

i. Condições ambientais: temperatura, humidade relativa, absorção atmosférica

ii. Configuração de parâmetros: emissividade, temperatura refletida, distância ao objeto, humidade relativa, temperatura atmosférica, etc.

iii. Ferramentas de análise na câmara

iv. Foco manual e automático

v. Distância e tamanho do objeto

vi. Determinação da emissividade e temperatura refletida

vii. Reflexos no objeto sob medição

viii. Padrões de temperatura

ix. Imagens isotérmicas

x. Condições ideais para realização de termografia

xi. Compensação de efeito de carga e velocidade do vento (quando aplicável)

xii. Critérios para identificação de um Ponto Quente

xiii. Critérios de severidade de um Ponto Quente

xiv. Identificação de possíveis fontes de erro na deteção de Ponto Quente

xv. Exemplos práticos: identificação de pontos quentes e motivos

3.Componente prática

a. Correta utilização e parametrização da câmara termográfica

B .Medição de objetos em ambiente em condições reais

c. Análise de pontos quentes (com recurso ao software de análise)

d. Definição de ações, prazos de intervenção e graus de severidade de pontos quentes

Observações

Formação presencial com compoenente prática realizada por técnicos especialistas do ISQ.