Este site utiliza cookies . Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Para mais informações consulte a nossa Política de Cookies. Fechar
Menu Lateral
Informação sobre o curso Exploração e Inspeção de Instalações Elétricas (DL 96/2017, 10 Agt.)

Edições do curso

Data de Início
20/04/2024
Data de Fim
20/04/2024
Horário
Sábado
Duração
8.0 horas
Local de Formação
Oeiras - Taguspark
Preço
200,00€ (+ IVA)
Tipo de Formação
Formação Presencial
Contacto
Rita Teixeira
961201563
rmteixeira@isq.pt

Data de Início
11/05/2024
Data de Fim
11/05/2024
Horário
Sábado
Duração
8 horas
Local de Formação
V. N. Gaia - Ecotermolab
Preço
200,00€ (+ IVA)
Tipo de Formação
Formação Presencial
Contacto
Rita Teixeira
961201563
rmteixeira@isq.pt
Apresentação

A Lei nº 14/2015 de 16 fev. veio estabelecer os requisitos de acesso e exercício da atividade das entidades e profissionais responsáveis pelas instalações elétricas.

No respeitante às instalações elétricas de serviço particular, maioritariamente alimentadas pela rede elétrica de serviço público, em baixa, média, alta e muito alta tensão, define os requisitos de acesso e exercício de atividade por parte dos técnicos responsáveis pela elaboração de projetos, execução e exploração, bem como, os requisitos para a constituição das entidades inspetoras responsáveis pela inspeção, acompanhamento para entrada em exploração.

Estas questões foram, recentemente, reguladas através do DL 96/2017 de 10 agosto, classificando as instalações elétricas em três tipos – A, B e C, definindo ainda procedimentos para as várias atividades e intervenientes, seja o projeto, a execução, inspeção ou exploração e conservação.

É sobre este último ponto – exploração e conservação – que incidirá o curso, abordando aquilo que são as responsabilidades, atribuições e obrigações dos técnicos responsáveis pela exploração de instalações elétricas, suportada numa forte componente prática, com recurso a dispositivos de medição como analisadores de rede, multímetros, pinças amperimétricas e uma câmara termográfica, junto do PT, QGBT e QP.

Acreditamos que na prática, a teoria é diferente.

Objetivos

No final da ação de formação o formando deverá:

  • Identificar o enquadramento legal aplicável, responsabilidades, deveres e obrigações inerentes á exploração de instalações elétricas;
  • Avaliar as características da instalação e definir o nível de acompanhamento necessário para a exploração da instalação de maneira a garantir a sua fiabilidade e eficiência;
  • Definir o plano de ensaios, medições e verificações em função das características da instalação, requisitos legais e boas práticas da arte;
  • Realizar ensaios, medições e verificações utilizando os equipamentos e ferramentas adequadas e, atendendo às condições de segurança aplicáveis;
  • Elaborar relatórios sobre as inspeções efetuadas utilizando os formulários próprios a serem apresentados às entidades competentes;
  • Avaliar a necessidade de manutenção em função dos resultados da inspeção efetuada.

Condições de Inscrição

  • Engenheiros eletrotécnicos;
  • Engenheiros técnicos da especialidade de eletrotecnia;
  • Eletricistas que prestam serviços ou pretenda vir a prestar, de Técnicos Responsáveis pela Exploração de Instalações Elétrica.

Conteúdos Programáticos

1- Enquadramento Legal e Normativo – Responsabilidades, atribuições e obrigações das partes:

  • Lei nº 14/2015 de 16 de fevereiro que vem estabelecer os novos requisitos de acesso e exercício da atividade das entidades e profissionais responsáveis pelas instalações elétricas;
  • DL n.º 96/2017, de 10 de agosto: classificação das instalações, inspeções para entrada em exploração, exploração e conservação.

2- Instalações elétricas – características, categorias, e requisitos técnicos e regulamentares em exploração e manutenção:

  • Postos de Transformação;
  • Instalações de utilização;
  • Instalações/equipamentos de emergência.

3- Ensaios e medições:

  • Resistência da terra de serviço e de proteção;
  • Fator de potência;
  • Impedância do circuito de defeito;
  • Resistência de isolamento;
  • Continuidade do circuito de proteção;
  • Proteções contra contactos diretos e indiretos;
  • Energia reativa;
  • Termovisão das ligações elétricas.

4- Verificação da instalação elétrica e avaliação do estado das mesmas.

5- Manutenção de instalação elétricas.

Caso prático:

1 – Inspeção a uma instalação elétrica.

Elaboração dos respetivos relatórios.

Observações

Horário: das 09:00 às 13:00 e das 14:00 às 18:00.